Defesa de Proposta de Estudo e Pesquisa (PEP)

Na quarta-feira, 04 de maio de 2016, o pesquisador do GMAP Carlos Maron apresentou a defesa da sua Proposta de Estudo e Pesquisa de Mestrado na Faculdade de Informática da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
A proposta denominada "BenSP (Benchmark for Stream Parallelism): Um benchmark para Paralelismo de Stream em Arquiteturas Multi-Core" foi apresentada às 10:30, na sala 513 do prédio 32, tendo como banca constituída os Professores Doutores Luiz Gustavo Fernandes e Tiago Ferreto.
Resumo: Aplicações de stream estão nos mais diversos sistemas computacionais do nosso cotidiano. Por exemplo, processamento de vídeo e imagem, monitoramento de sistemas, rede sociais, entre outros. O stream é caracterizado como um conjunto de elementos (ex: imagem, número, estrutura, etc.) de fluxo contínuo, sendo na sua maioria infinito. No entanto, pode ser finito quando existir um critério de parada. A paralelização dessas aplicações se torna um desafio para encontrar a melhor configuração de desempenho. Cada programa possui uma característica particular para lidar com o seu fluxo contínuo, pois diversas propriedades são variáveis. Por exemplo, o estágio pode possuir computações diversificadas (com ou sem estado interno), os elementos do stream podem ser de tamanhos diferentes, entre outras propriedades. Um benchmark configurável para este tipo de aplicação torna-se um atrativo para descobrir a melhor estratégia de paralelismo em uma determinada arquitetura. Essencialmente porque interfaces de programação tradicionais como TBB e FastFlow, que permitem a paralelização de stream, necessitam de uma transformação semântica do código sequencial. Visto que a cada estratégia a ser testada é preciso reprogramar e restruturar o código fonte. Um benchmark se torna um aspecto comum para coleta de métricas, visto que os resultados são alcançados com mais facilidade. Geralmente, um benchmark se assemelha a uma aplicação real, assim, durante os testes, aspectos do cenário real podem ser antecipados. Tendo em mente a complexidade da paralelização de um stream e a necessidade de um benchmark para esse cenário, sugerimos neste trabalho o BenSP (Benchmark for Stream Parallelism).
Esse benchmark busca contemplar importantes atributos do paralelismo de stream de maneira ajustável em um arquitetura multi-core, por exemplo, Input, Output e Replicate. Assim, BenSP servirá como um benchmark para simulação de aplicações de stream paralelizadas nestas arquiteturas evitando o esforço de programação.


Mestrando Carlos Maron apresentando a defesa da Proposta de Estudo e Pesquisa.

GMAP © - 2018 - PUCRS - Todos os direitos reservados.